Bosque das Maças


11/8/2010


 

Um nome pra Ela

 

Há tanto de ti em mim que perco-me na felicidade das tuas palavras e as frases fazem sentido, ainda que não falem nada...

O sentido e o nada se esvaziam e se preenchem, enchem-se de amores da história de um castelo, uma princesa e um rei. O rei presenteia a princesa de carinhos, de olhares castelanos, de presentes saborosos, o passado dela parece ter sido sem sentido, ela percebe que a vida real começara agora, os erros de antes ficam perdidos no tempo e ela conquista com perfume o seu Rei.

Quem olhar para os dois verá que eles se encontram nas palavras ditas, no silêncio entre as palavras, nas pequenas lembranças de um passado que já nem lembram mais, na verdade não é um encontro entre pessoas apenas, mas um encontro entre almas... As mãos vão livres a pele dela, tocam no cotovelo, descem pelo antebraço, sentem a delicada pele das mãos e apertam os pequeninos dedos com a vontade de mescla-los a mão do homem que as toca.

Quando as peles se tocam mais que uma dimensão se abre, realidades de mundos antigos se fundem , nova ânsia de beijar toma conta dos dois e o colorido das coisas que os dois nunca haviam visto passam a ser percebido, é então que a surpresa dessa descoberta mostra que o um é o portal da felicidade para o outro. A princesa preenche de cor o opaco dos dias dele, ele pensa, questiona como chamar a mais carinhosa pessoa que já conheceu, que nome daria a doce menina que fica envergonhada apenas com a troca de olhares entre estes...

A solução fica clara quando o monarca dos sonhos olha no celular e vê que é ela, bem ali, os dedos correm para o verde, que vai aos lábios que tremem, tremem, mas terminam em:

-        Oi Preta!?

 

Allan Roberto Soares de Melo Duarte   -31/07/2010

Escrito por Puplicado por Allan Duarte às 19:46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Homem, Livros, Livros, Falei sobre os Livros?

Histórico